Cada quarto funcionário é mentalmente estressado



We are searching data for your request:

Forums and discussions:
Manuals and reference books:
Data from registers:
Wait the end of the search in all databases.
Upon completion, a link will appear to access the found materials.

Problemas psicológicos limitam cada quarto funcionário no trabalho

Manter o equilíbrio entre trabalho e vida privada é possível para cada vez menos pessoas nos países industrializados altamente desenvolvidos. Em um estudo da Associação Alemã de Médicos e Empresas, cerca de 39% dos participantes da pesquisa indicaram que levariam a carga de trabalho e se estressariam em casa. Um em cada quatro dos entrevistados também afirmou que muitas vezes ou ocasionalmente "tiveram suas tarefas trituradas" devido a doenças mentais que já haviam ocorrido.

Uma em cada quatro negligências trabalha devido a problemas psicológicos
O número de dias de doença na Alemanha devido a doenças mentais está aumentando cada vez mais, de acordo com várias avaliações dos dados do paciente. Um estudo do instituto de pesquisa e opinião GfK, em nome da Associação Alemã de Médicos Ocupacionais e de Plantas, chegou à conclusão de que mais de um em cada quatro funcionários negligenciou permanente ou temporariamente seu trabalho devido ao estresse psicológico. Um em cada três disse que problemas emocionais e emocionais às vezes levam a restrições no trabalho. Apenas cerca de 37% afirmaram que esses problemas nunca ou quase nunca afetam suas próprias vidas profissionais. No entanto, muitos trabalhadores levam para casa o estresse, a tensão e a raiva. 39% disseram que dificilmente conseguiriam lidar com suas tarefas profissionais por causa disso.

A associação vê as razões da mudança de valores sociais que levam "longe da vida familiar tradicional e dos relacionamentos pessoais a uma" cultura de rede "multidimensional e incapacidade de relacionamentos". Além disso, a “redução do horário de trabalho nas últimas décadas levou a mais trabalho e sua complexidade aumentou. A linha divisória entre trabalho e lazer não pode mais ser traçada com clareza. Todos esses fatores levam a mais doenças mentais ”, disseram os médicos.

Aumentando a densidade do trabalho
Os tempos de inatividade crescentes devido a doenças mentais também estão pressionando cada vez mais as empresas. Por exemplo, o presidente do grupo, Wolfgang Panter, disse na terça-feira em Berlim: “O aumento da doença mental e o absenteísmo associado de funcionários estão desafiando empresas e médicos da empresa. Os médicos da empresa enfatizaram que apenas soluções sustentáveis ​​podem reverter a tendência. Os médicos enfatizaram que isso deve incluir "prevenção, detecção precoce e terapias".

O chefe da associação vê acima de tudo os funcionários seniores como responsáveis. Estes devem abordar os funcionários vulneráveis ​​em tempo útil. No entanto, os gerentes não devem ser tentados a "bancar o médico". Muitas coisas podem ser quebradas com um diagnóstico leigo, para que eventualmente nada funcione. Em vez disso, os superiores devem dar dicas aos funcionários sobre quem pode ajudar com problemas de saúde mental. "Mas o trabalho não pode apenas deixá-lo doente", afirma os médicos da empresa. Para muitos, o trabalho é uma "âncora importante para as relações sociais".

Para o estudo não representativo, foram entrevistados 240 funcionários de diferentes idades e indústrias. A GfK conduziu a pesquisa on-line com voluntários. sb)

Leia também:
Estresse: a separação do trabalho do trabalho é importante
Fale consigo mesmo para evitar o estresse
Mais e mais pessoas com doenças mentais

Imagem: Gerd Altmann / pixelio.de

Informação do autor e fonte



Vídeo: Estafa mental. Fernando Gomes


Comentários:

  1. Faurr

    Vou balançar, sobre a qualidade e depois comentar. Tenha uma boa visualização!

  2. Danton

    Raramente. Podemos dizer, esta exceção :)

  3. Dulkis

    Sim, você disse corretamente

  4. Efran

    already have, and have already seen waited a long time



Escreve uma mensagem


Artigo Anterior

Companhias de seguros de saúde aumentarão o orçamento de medicamentos a partir de 2011

Próximo Artigo

VDD apresenta currículo para treinamento