Elegibilidade dos medicamentos



We are searching data for your request:

Forums and discussions:
Manuals and reference books:
Data from registers:
Wait the end of the search in all databases.
Upon completion, a link will appear to access the found materials.

A elegibilidade das despesas com produtos farmacêuticos não se limitou aos montantes fixos do seguro de saúde estatutário, de acordo com a antiga lei federal de auxílios estatais que se aplicava até setembro de 2012. Isso deve ser decidido pelo Tribunal Administrativo Federal. A antiga lei não tinha base legal para tal limitação.

Os autores são beneficiários de pensões e, em caso de doença, têm direito a benefícios dos funcionários públicos no valor de 70% das despesas elegíveis. O réu concedeu apenas aos demandantes auxílio médico até o valor especificado na lei estatutária de seguro de saúde. Os autores queriam reivindicar um auxílio mais alto com base no preço de venda da farmácia.

Os tribunais inferiores discordaram quanto à legalidade de limitar a elegibilidade do gasto com drogas a valores fixos. VGH Kassel e VGH Mannheim negaram isso. Eles atenderam ao pedido dos demandantes. Em contrapartida, o OVG Schleswig afirmou a legalidade da restrição.

BVerwG: Nenhuma base legal para a limitação de valores fixos O BVerwG agora confirmou que a limitação da elegibilidade de despesas de produtos farmacêuticos a valores fixos de acordo com a lei antiga era ilegal devido à falta de uma base legal. Nem a Portaria Federal de Auxílio (BBhV), na versão de 13 de fevereiro de 2009, nem o regulamento administrativo geral emitido em 14 de fevereiro de 2009 estipularam determinadas quantias fixas para medicamentos. Seção 22 (3) BBhV a. F. havia autorizado apenas o Ministério Federal do Interior a fixar valores fixos como limites máximos para a elegibilidade dos gastos com medicamentos nos regulamentos administrativos. O regulamento administrativo geral havia regulamentado mais detalhes de uma provisão de valor fixo correspondente sem tomar essa decisão.

A nova Seção 22 (3) BBhV prevê agora uma limitação explícita da elegibilidade de despesas de produtos farmacêuticos a valores fixos. (Ref.: BVerwG 5 C 2.12, BVerwG 4.12 e BVerwG 6.12)

Imagem: HHS / pixelio.de

Informações sobre o autor e a fonte


Vídeo: COMO ESTUDAR MEDICAMENTOS PARA APRENDER DE FORMA DEFINITIVA


Artigo Anterior

Fumantes ocasionais também são fumantes

Próximo Artigo

Taxa de calorias exigida para a Alemanha