Saúde: frutas e vegetais a cada refeição



We are searching data for your request:

Forums and discussions:
Manuals and reference books:
Data from registers:
Wait the end of the search in all databases.
Upon completion, a link will appear to access the found materials.

Com uma dieta saudável, frutas e vegetais devem ser consumidos em todas as refeições

Frutas ou saladas devem acompanhar todas as refeições. Mesmo um copo de suco de frutas espremido na hora no café da manhã ou uma salada fresca no almoço pode promover a saúde. Por ocasião do Dia da Alimentação Saudável, a iniciativa do consumidor em Berlim aconselha "enriquecer todas as refeições com frutas ou legumes".

Frutas, saladas ou legumes devem fazer parte de todas as refeições. Com esse método, a quantidade diária de 400 gramas de vegetais e 250 gramas de frutas recomendados pelos nutricionistas pode ser alcançada. As frutas já devem fazer parte das primeiras refeições no café da manhã. Como alternativa, é aconselhável beber um copo de suco de frutas puro. Na prática, é "cortar frutas ou vegetais para lanches". Então, comer é mais fácil e divertido.

A quantidade total de frutas e legumes é importante
Para o almoço, recomenda-se um prato de salada como prato principal ou salada ou prato principal com muitos legumes. "Tomates, rabanetes ou fatias de pepino como cobertura ou acompanhamento" têm bom gosto no pão na refeição da noite. Se você não conseguir comer a ração diária recomendada de legumes e frutas em cinco refeições por dia, também poderá fazer isso com uma extensa refeição principal. "É importante que a quantidade total recomendada seja consumida". Numerosos estudos indicam que o consumo regular de frutas e vegetais pode reduzir o risco de câncer e retardar o processo de envelhecimento. (sB)

Imagem: Birgit H. / pixelio.de

Informações sobre o autor e a fonte


Vídeo: Uma Semana Comendo Tudo Cru. Benefícios para saúde, cardápio e alimentação viva


Comentários:

  1. Aldwine

    Eh, um pouco tarde



Escreve uma mensagem


Artigo Anterior

Aviso de altas doses de bebidas energéticas

Próximo Artigo

Associação de médicos de família insiste na mudança do sistema