Medidas de prevenção do câncer



We are searching data for your request:

Forums and discussions:
Manuals and reference books:
Data from registers:
Wait the end of the search in all databases.
Upon completion, a link will appear to access the found materials.

OMS nomeia medidas para reduzir risco individual de câncer

De acordo com a Organização Mundial de Saúde (OMS), o câncer é uma das causas mais comuns de morte no mundo, em particular câncer de pulmão (1,59 milhão de mortes em 2012), câncer de fígado (745.000 mortes), câncer de estômago (723.000 mortes), câncer de cólon (694.000 mortes), câncer de mama (521.000 Mortes) e câncer de esôfago (400.000 mortes) desempenham um papel significativo. De acordo com o Relatório Mundial do Câncer da OMS de 2014, um total de 8,2 milhões de mortes foram causadas por câncer em 2012. Ao mesmo tempo, a Organização Mundial da Saúde lista várias medidas com as quais todos podem fazer algo para prevenir o câncer.

Segundo a OMS, "o conhecimento sobre as causas do câncer e possíveis intervenções é crucial para a prevenção bem-sucedida do câncer". Segundo a OMS, mais de 30% das mortes por câncer poderiam ser evitadas, evitando os principais fatores de risco. Além do tabagismo, os principais fatores de risco incluem falta de atividade física, consumo de álcool, poluição do ar urbano, infecções por HPV transmitidas sexualmente, além de obesidade e obesidade. Por exemplo, o consumo de tabaco como principal fator de risco de câncer causa cerca de 22% das mortes por câncer em todo o mundo e cerca de 71% das mortes por câncer de pulmão em todo o mundo, relata a OMS.

Evitando fatores de risco A lista de medidas adotadas pela OMS para melhorar a prevenção do câncer compreende apenas quatro pontos: prevenção de fatores de risco, vacinação contra o HPV (Papilomavírus Humano) e hepatite B, redução da exposição e controle do sol e desativação de riscos ocupacionais. Em muitos casos, no entanto, as abordagens de prevenção são difíceis de serem implementadas pelos indivíduos. Por exemplo, embora a exposição ao sol possa ser reduzida com relativa facilidade, é muito mais difícil evitar efetivamente todos os fatores de risco, especialmente se os afetados tiverem contato profissional com eles. Ao evitar os principais fatores de risco (tabaco, consumo de álcool, dieta não saudável e falta de exercício), de acordo com a OMS, o risco de câncer já é significativamente reduzido. Em países com baixa renda, em particular, as infecções pelo vírus da hepatite B (HBV), vírus da hepatite C (HCV) e HPV são responsáveis ​​por até 20% das mortes por câncer, razão pela qual as vacinas apropriadas são mencionadas aqui como estratégia de prevenção pela OMS.

Melhorando a detecção precoce De acordo com a OMS, o número de mortes por câncer também pode ser significativamente reduzido pela melhoria da detecção precoce, uma vez que o diagnóstico e o tratamento precoces geralmente levam à cura. A área de detecção precoce não inclui apenas os chamados programas de triagem que são usados, por exemplo, para procurar formas precoces de câncer de colo do útero, cólon e mama, mas também a conscientização individual de possíveis sinais de câncer desempenha um papel importante aqui. Como quanto mais cedo os afetados interpretam corretamente as queixas aparentemente inespecíficas, maior a probabilidade de procurar um médico, que pode iniciar o tratamento. O conhecimento dos possíveis sintomas do câncer é, portanto, crucial para o sucesso do tratamento. fp)

Informação do autor e fonte



Vídeo: Prevenção de câncer do intestino


Artigo Anterior

Teste: Muitos germes em saladas

Próximo Artigo

Cada terceiro filho nasce por cesariana